quarta-feira, julho 17, 2024
spot_img
InícioProfissão MédicaDicas de estudo para quem é da área da saúde

Dicas de estudo para quem é da área da saúde

Utilize a lista a seguir para explorar não apenas algumas das estratégias mais eficazes de aprendizado na área da saúde, mas também os métodos que auxiliam na fixação do conteúdo de maneira mais eficaz.

Dica 1 – Revise o material regularmente

É amplamente aconselhado por profissionais da área da saúde a importância de manter uma rotina de estudos constante. Na Faculdade Ceafi, enfatizamos a necessidade de cultivar hábitos de estudo disciplinados e dedicar tempo diariamente para revisar o conteúdo, a fim de acompanhar o grande volume de informações.

Dica 2 – Escreva

É importante ler o texto atribuído por inteiro, porém é improvável lembrar de todos os detalhes. Uma estratégia útil é criar flashcards durante o estudo.

Mas afinal, o que são os flashcards? São simplesmente cartões com uma dica na frente e a resposta no verso.

A dica pode ser uma pergunta, uma imagem ou uma palavra que leva a uma resposta. Qualquer conteúdo que possa ser estudado no formato de pergunta e resposta pode ser transformado em flashcards.

Dica 3 – Considere formar um grupo de estudo

Olá! Que tal criar um site para encontrar e formar grupos de estudo?

No site, os alunos poderão se cadastrar e buscar por outros estudantes que tenham objetivos semelhantes. Assim, será mais fácil encontrar pessoas com interesses em comum para formar um grupo de estudo eficiente.

Além disso, no site também poderão ser compartilhados materiais de estudo, dicas e informações sobre como organizar e manter um grupo de estudo produtivo.

Com a ajuda do site, será mais fácil encontrar parceiros de estudo, compartilhar conhecimento e se preparar para testes práticos de forma colaborativa. Juntos, podemos alcançar nossos objetivos acadêmicos de forma mais eficiente e eficaz. Vamos estudar juntos?

Dica 4 -Descubra seu estilo de aprendizado

Cada estudante que está cursando uma área da saúde desenvolve sua própria estratégia de estudo para lidar com a quantidade de material que precisa ser estudado diariamente.

A abordagem de aprendizagem ativa requer que o estudante tome decisões sobre o material, como identificar o que é mais relevante e como ele se relaciona com o contexto geral.

Por outro lado, a aprendizagem passiva consiste em apenas ler o texto ou revisar as anotações na esperança de absorver as informações de forma mais rápida.

Modificar os hábitos de estudo pode ser desafiador, no entanto, o princípio mais importante para um estudo eficaz na faculdade de medicina é a prática da aprendizagem ativa.

Existem quatro processos ativos de estudo:

Identificar as informações cruciais é o primeiro passo, respondendo à pergunta sobre o que é mais relevante no contexto.
Em seguida, é importante organizar as informações de forma a facilitar a memorização, criando uma estrutura clara.
A etapa seguinte consiste em memorizar as informações através de revisões frequentes para que sejam absorvidas pelo cérebro.
Por fim, é essencial aplicar as informações em situações mais complexas, respondendo a questionários, questões práticas e aplicações clínicas, entre outros desafios.

As etapas básicas de sua estratégia inicial:

  • Descobrindo o panorama geral , folheando o material antes da aula.
  • É importante ser capaz de identificar quatro ou cinco tópicos principais .
  • Criação de um rascunho do material com base nos slides do palestrante .
  • As notas podem ajudar a enfatizar o contexto do livro.
  • Criação de listas ou diagramas que ajudam a organizar o material necessário.
  • Essa abordagem pode ajudar a enfatizar os padrões que facilitam a memorização.
  • Memorizar ativamente o material por meio de listas e diagramas. É importante ser capaz de incorporar as informações de forma rápida e eficiente .
  • Praticar a aplicação do material por meio de questões práticas ou do questionário durante o processo de estudo.

Dica 5- Questione-se

É desafiador recordar uma série de fatos e números sem ir mais fundo. É importante questionar a origem e a relevância dessas informações. Os psicólogos se referem a isso como elaboração, que consiste em explorar o material de estudo e fazer questionamentos sobre o porquê e o como das coisas. Em resumo, não se contente apenas com os fatos superficiais. A prática da elaboração auxilia na conexão de novas informações com conhecimentos prévios, formando uma rede mais ampla no cérebro. Essa rede facilita o processo de aprendizado e memorização.

Dica 6- Tenha um Plano de Estudo

É comum que muitos estudantes saibam da importância de espaçar os períodos de estudo, fazer questionamentos e praticar outras habilidades úteis. No entanto, muitos acabam não colocando essas práticas em ação, muitas vezes por não planejarem com antecedência.

Um plano de estudo consiste em um cronograma organizado que estabelece os horários de estudo e os objetivos de aprendizagem a serem alcançados.

Assim como acontece com as agendas de trabalho ou escolares, os estudantes precisam criar um planejamento que reserve um tempo fixo a cada semana para se dedicar aos estudos.

Esse planejamento deve incluir datas de questionários, provas e exames, assim como prazos para trabalhos e projetos.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Mais popular

comentários recentes